Páginas

domingo, 11 de novembro de 2012

MAIS DO MESMO




Joguei fora todas as verdades que vesti
E escrevi uma nova história com hidrocor no meu caderno
Enquanto brinco que vamos juntos pro inferno
Fico com a consciência limpa
Sabendo que pra você eu não menti
Quando disse que te quero, sempre quero

Você acha graça quando falo da minha dor
E me chama de depressivo, dramático, sofredor
Mas não me importa se o teu riso
 É a corda com a qual vou me enforcar
Pois, mesmo que se abra o chão, quero é te ver gargalhar

Prometi ao meu editor que iria renovar meu estilo
Mas, das bruxas as fadas, todas se parecem contigo
E idênticas seguem as narrativas entre si
Sempre começo, meio, beijo e fim

Se essas palavras te fizerem algum sentido
Liga me avisando, ou então grita no meu ouvido
Para eu trocar “você” por “nós”
Quem sabe assim eu agrado meu editor, e até os meus avós

4 comentários:

Claudio Chamun disse...

Não prometas que irás renovar,
e sim que irás acrescentar,
teu estilo é muito legal,
incluir poesia ficará fenomenal.

www.cchamun.blogspot.com.br
Histórias, estórias e outras polêmicas

Zane disse...

Olha só o poder da palavra - transmitir emoção é um deles.
Que lindo!!!!

Obga pela visita e volte sempre. Grande beijo =*

http://inspiracaoentrelinhas.blogspot.com.br/

Loving May disse...

Adorei seu texto! lindo demais! Vejo q vc é iniciante na blogsfera ou tem esse blog há pouco tempo. Então, se quiser alguma ajudar,estamos aqui. Se quiser layout (fazemos de graça com o pacote completo). Espero que tenhas sucesso com esse projeto.
bj grande!
lovingmay.blogspot.com

Pedro Lourenço disse...

Obrigado pela força "Loving May".